AnetteApecBarbosa

 

om tat sat tam pam



Textos

onde anda o meu amor?
onde anda o meu amor?
 
 
perguntei ao TEMPO no seu movimento
onde anda o meu amor?
perguntei ao TEMPO no seu movimento
pra aliviar a minha dor
 
Se corri cabanas e castelos
arrastando o meu chinelo
e sem respostas passei a chorar
pra aliviar a minha dor
 
                              Se está longe ou perto
                              Em terras altas ou deserto
                              Só o MAR poderá te contar
 
perguntei ao MAR quase a gritar
onde anda o meu amor?
perguntei ao MAR quase a gritar
pra aliviar a minha dor
 
ele não é um homem qualquer, é o meu amor
fomos predestinados a ser homem e mulher
e a ter o mesmo calor
eu o quero tanto que
palavras já não saem da minha boca
sua imagem do meu olhar
e sem falar, choro feito louca
pra aliviar a minha dor
 
 
                              Se está longe ou perto
                              Em terras altas ou deserto
                              Só o seu CORAÇÃO poderá te contar
 
perguntei ao meu CORAÇÃO
onde anda o meu amor?
perguntei ao meu CORAÇÃO com tanta emoção
pra aliviar a minha dor                                   
 
você percorreu distancias e distancias
dormiu em abrigos e ao relento
e não percebeu que distancia maior não há
do que a distancia do esquecimento
 
tenha seu corpo no teu corpo
sua lembrança na tua mente
e quando mais forte eu bater
lá estará ele a sua frente
e lá estará o teu amor

 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
anetteapec
Enviado por anetteapec em 19/03/2018
Alterado em 19/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras