AnetteApecBarbosa

 

om tat sat tam pam



Textos

 
II
O Cosmos
 
 
 
 
 
      Asha ergueu-se, deu alguns passinhos no ar, e a curta distancia de mim,  pediu-me para fechar os olhos, imaginar uma figura qualquer (como a de um animal, vegetal, mineral, geométrica, humana... ).
      Hum hum... –  concordei, e imaginei  uma roda.
-     Contornes essa figura com 9 linhas paralelas, e cubras-a com pontinhos.            
-     Contornei – e na  imaginação, a roda transformou-se em espiral toda ponteada
-     Lentamente, abras os olhos.
       Obedeci.
-      Vamos  representar o COSMOS na figura mental que acabastes de fazer, está bem?
       Assenti
-      O ponto central dela representa a Suprema Fonte...   Seus 9 (nove) contornos representam os 9 (nove) Universos Paralelos, e os pontinhos:  os frag/espíritos....
        Cortei.
-    Humm!...  Desculpe-me... Não sei... – cortei  Creio que não consigo  alcançar o que você quer dizer...
 
 
 
  
-        Logo, logo conseguirás – avaliou ele,  esboçando um leve sorriso ao notar-me  confusa - Mas, antes, deves ter uma noção do que vem a ser o universo  que ora vives.. - apoiou o queixo com a mãozinha esquerda O 3° Universo... - e  transmitindo
excepcional conhecimento, juntou: - Esse é um Universo Físico,  constituído por inúmeros ESPAÇOS VAZIOS,  múltiplos CORPOS CELESTES (gás, poeiras, nebulosas e buracos negros),  e um super- enxame de GALÁXIAS - de variadas tamanhos, cores, formas..  Cada GALÁXIA -  ­é formada por zilhões de estrelas, sistemas de estelares  (estrelas que giram em torno uma das outras), sistemas planetários  (com 1 a dezenas de planetas girando em torno - de uma ou + estrela)...
        Cortei...
-       Ah! Fale-me da galáxia que está localizada a Terra?
        Com a paciência e o controle de um bom mestre, ele  falou:
-       Bem..  Essa galáxia é a denominada Via Láctea. Seu formato é  espiralado, e na extremidade direita dela  encontra-se o Sistema Solar, ou seja, 12 planetas (nós terrestres  só conhecemos 9 – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão), girando em torno de uma estrela-amarelo/flamejante, chamada  sol...
-       Esse sistema é o único sistema planetário dessa galáxia?
 -     Não... Na Via Láctea, além do Sistema Solar há  outros sistemas planetário.
-       E quantas galáxias há nesse Universo?   
-       894 bilhões.  
        Uma pálida contração surgiu em meu rosto.
-       894 bilhões de galáxias!?...  Desculpe-me...  Mas, a astronomia da Terra nos
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
conta  existir no 3º universo entre 150 a 200 bilhões delas?
-            Não! - retrucou o pequeno luzente, firmementeAfirmo a ti, com certeza, que o número correto de galáxias existentes no 3º universo é de  894 bilhões.
            Sorumbática, com um gesto rápido, peguei uma pedrinha do chão e a atirei ao longe, e ela foi se perder logo  adiante. 
 -      Em resumo... – prosseguiu ele -  essa é a formação do 3º Universo...   De somente um único universo paralelo, hein? – deu uma picadela, e acrescentou – E se sobrepores a ele mais 8 (oito) outros universos paralelos  (8+1=9) - semelhantes entre si e de frequências distintas -  terás uma vaga ideia do que vem a ser o Cosmos e os 9 universos paralelos  que o compõe.       
           De queixo caído, nada falei... Nenhuma palavra...  Nenhum gesto...  Nada, nada conseguiria exprimir o que sentira naquele momento, ante a fantástica descrição cósmica que o pequeno espacial fizera.            
         Isto posto, conclui:
-           1º - O Cosmos é  a sobreposição dos  9 Universos Paralelos;
             2º- O 3ºUniverso não é infinito, como se pensa na Terra, muito ao contrário, ele é finito. Pois, além dele,  há 8 outros Universos paralelos...
            Quis participar essa conclusão à Asha; no entanto, foi desnecessário; pois antes que o fizesse ele a antecipou, concordando:
-      Concluístes bem, Anette!!... Muito bem!..O COSMOS contém os 9 Universos Paralelos, e os 9 universos estão contidos no COSMOS... Quanto a esse Universo, ele têm um fim, e o fim dele está dentro de cada um, isto é, na elevação da própria consciência.
 
 
-     Xiii!!  Complicou! - cocei a cabeça, num evidente apagão mental. Mesmo assim, continuei: - Pequeno você pediu para que eu cobrisse, a minha figura imaginária, com pontinhos...  Por quê? ...  O que eles representam?                     
 -      Bem... Esses  pontinhos, foi a maneira que encontrei para representar os inúmeros fragmentos/ espíritos das células do Supremo Criador espalhados pelo Cosmos.
-     Células do Criador? Fragmentos/espíritos espalhados pelo Cosmos?- estranhei –    Não entendi!  Por favor, esclareça!! - minha voz aumentou (sem querer), meia  oitava nesse pedido.
        Inabalável, sempre se exprimindo suavemente, Asha sentou-se no mato (enfrente a mim), e disse:
-      As sagradas células de DEUS – O   Supremo Criador dos Universos  e de Tudo Que  Há - são células de inimaginável   poder / inteligência e força ativa, que  para adentrarem  os Universos Paralelos  e dar vida a eles (sem queimar suas entradas neles), precisaram  passar por  uma espécie de  afunilamento energético...  Assim, cada célula  foi fragmentada 12 vezes (  resultando no aparecimento das 12 Almas ou mentes superiores de cada  célula divina, dentre as incontáveis  células do  Criador) Apesar disso, porém, como a volumosa carga energética delas  permanecia quase inalterável e intransponível aos universos paralelos, cada mente superior/alma das sagradas células,  foi fragmentada  mais 12 vezes (12 mentes superiores/alma X 12 = 144 fragmentos  (resultando no aparecimento da família das monadas, ou dos 144 fragmentos/espíritos  de cada célula divina,  dentre as incontáveis células  do Criador).
          De súbito, ele silenciou... Depois, tomou fôlego ,e prosseguiu:
 
 
-       E,  mais uma vez fragmentadas e fragmentadas, as grandiosas sagradas  células  divinas finalmente conseguiram adentrar os Universos Paralelos, e por eles  foram identificadas... Portanto, eis o motivo de eu ter usado o termo: “Fragmentos/ espíritos das células divinas espalhados pelo cosmos, entendestes?..
-      Ah! claro... E, tais fragmentos/Espíritos monaaaa.. . deee..iros...
-      Monádicos – corrigiu-me o pequeno luzente, no ato, achando graça...
-      Ops!... Somos  nós ?
-      Sim... Somos todos nós...-respondeu ele afirmativamente, incluindo a si mesmo na singular  estatística - Em cada uma das células divinas (EU SOU) encontra-se a nossa essência.... Ela não tem corpo e nem forma, ao mesmo tempo  tem 144 corpos e 144 formas.   
-     Bem... Bem... amiguinho!... – exclamei, reflexiva - Já que somos todos originários das CÉLULAS DIVINAS...  Somos também DIVINOS!... Somos todos DEUSES!?
-     Realmente, Anette... Somos todos DEUSES... - concordou o cristalzinho, meneando a cabeça - Contudo, atentes bem ao que vos digo: O espírito transcende a matéria (corpo físico)...  A alma (Eu Superior) transcende o espírito... A Sagrada Célula Divina (Eu Sou) transcende a alma... O Criador transcende a tudo...  
-     Então... Somos todos semideuses, não é?. 
      Asha sorriu em silencio ante  minha teimosa conclusão.
 -    E como se manifesta, e se encontra em cada um de nós a divindade do Criador?
 -  Ela se manifesta na forma de luz... Luz Imaterial... E ela se encontra aqui! - bateu suavemente a mãozinha direita no peito, altura do coração - É aqui que está o Deus
Interior de cada um...
 
 
     Mesmo completamente zonza com as complexas informações  universais que recebia de Asha, parecera-me estranho que nós terrestres tenhamos  esquecido da  nossa origem perfeita,
                                                                                                                          
-     Esse fato... - apressou o menino estelar a desvendar deve-se a prisão cármica adquirida, pelos inúmeros erros cometidos ao longo de  vossas múltiplas existências vividas
     Movimentei os lábios pronta a fazer uma nova  pergunta;  mas contive-me,
ao ouvir o barulho de um cão agitado que latia ao longe; na certa  correndo atrás de algum animal que rondava o galinheiro  naquela hora  da noite.
-   Au! Au! Au!!    Au! Au! Au!! 
    Nisso, o  pequeno estelar pulou no meu colo, e deitou a cabecinha nele  ( confesso que fiquei emocionada por ver um ser tão puro quanto ele, bem junto a mim), e automaticamente,  passei dois dedos nos seus cabelos lisos e  sedosos. Então, notei que, conforme o acariciava, ele sorria, de olhinhos  fechados, parecendo  apreciar aquele  meu  gesto... 
      Um tanto quanto aloprado!
 

 
 
 
 
 
   
anetteapec
Enviado por anetteapec em 22/03/2018
Alterado em 22/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras